Na Bahia, 8,9 milhões de eleitores ainda não fizeram cadastro biométrico

Compartilhar
Nenhum Comentário Por Agência Visual News, 24 de março de 2017

Eleitores de 60 municípios utilizam a nova tecnologia das urnas biométricas, de identificação digital. (Foto: Elza Fiúza/ABr)

Eleitores de 52 cidades são obrigados a fazer
recadastramento biométrico até janeiro de 2018.
(Foto: Elza Fiúza/ABr

 

Em toda a Bahia, 8.961.698 milhões dos eleitores aptos ainda não fizeram o cadastramento biométrico, segundo balanço divulgado nesta quinta-feira (23) pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TRE-BA).

Em 52 municípios, incluindo Salvador, o procedimento é obrigatório e o prazo termina em 31 de janeiro de 2018 — a convocação dos eleitores teve início em 1º de fevereiro de 2017. [Confira AQUI a lista de cidades que devem fazer o recadastramento].

Segundo o órgão, atualmente, 1.629.129 milhão já foram recadastrados biometricamente no estado. Em Salvador, maior colégio eleitoral do estado, o número de eleitores biometrizados é de 257.261 mil — outros 1.698.851 milhão eleitores ainda precisam realizar o procedimento na capital.

Gradativamente, segundo o TRE-BA, todos os 10.590.827 milhões de eleitores da Bahia deverão ser biometrizados. Na capital baiana, são 1.956.112 eleitores aptos. Em toda a Bahia, o recadastramento biométrico já foi concluído em apenas 42 das 417 cidades do estado.

O processo do cadastro biométrico na Bahia começou no ano de 2009 pelo município de Pojuca. Na eleição de 2010, os eleitores do município já votaram adotando o reconhecimento das digitais.

De acordo com o TRE-BA, o procedimento tem por objetivo oferecer mais segurança ao processo eleitoral e, além disso, compor futuramente o banco de dados do Registro Civil Nacional (RCN), que visa unificar informações dos principais documentos utilizados pelos brasileiros. Veja aqui os horários e locais de atendimento da Justiça Eleitoral na Bahia.

O recadastramento biométrico deve ser realizado em cartório eleitoral ou posto da Justiça Eleitoral.

Em Salvador, o procedimento pode ser realizado na Central de Atendimento ao Público (CAP), na sede do TRE-BA, no Centro Administrativo da Bahia, de segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas. O eleitor também pode se dirigir a um dos postos de atendimento da Justiça Eleitoral nos SAC’S (Barra, Cajazeiras, Comércio e Periperi) ou ainda na Casa da Justiça e Cidadania, no Shopping Baixa dos Sapateiros.

Já aqueles que residem no interior do estado devem procurar os cartórios eleitorais de suas respectivas cidades.

Os documentos necessários para fazer o recadastramento biométrico são: documento oficial de identificação com foto, comprovante de residência atual, documento comprobatório de alterações de dados pessoais (se houver). Os que forem tirar o 1º título eleitoral precisam ainda apresentar comprovante de quitação do serviço militar (para homens com idade entre 18 e 45 anos).

O TRE informou que estão obrigados a fazer o recadastramento todos os eleitores convocados pela Zona Eleitoral que esteja executando o procedimento na modalidade extraordinária, no período informado, inclusive aqueles cujo voto é facultativo e já possuem título (analfabetos, maiores de 16 e menores de 18 anos e os maiores de 70 anos de idade).

O cidadão que não fizer o recadastramento dentro do prazo estabelecido pela Justiça Eleitoral terá o título cancelado.

Durante o recadastramento, são realizadas cinco etapas, que consiste em: coletar as digitais de todos os dedos das mãos, fazer registro fotográfico, assinatura digital, revisão dos dados cadastrais e reimpressão de um novo título.


Deixe um comentário