“Anão, Buzu…”: delator confirma apelidos de baianos na Odebrecht

Compartilhar
Nenhum Comentário Por Agência Visual News, 14 de abril de 2017

 

Benedicto Júnior, ex-executivo da Odebrecht, confirmou em delação ao Ministério Público os apelidos dos baianos na empresa.

Junior confirma também os valores que foram pagos a eles pela construtora entre 2008 e 2014. Segundo o delator, muitos receberam caixa 2 em campanhas eleitorais. A delação é uma das que embasaram a abertura de novos inquéritos da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF) – a chamada “lista de Fachin”.

ACM Neto, prefeito de Salvador – 2012 – R$ 2 milhões – Codinome Anão

Nelson Pellegrino (PT-BA), deputado federal – 2012 – R$ 1,5 milhão – Codinome Pelé

Paulo Câmara (PSDB-BA), vereador de Salvador – 2012 – R$ 50 mil – Codinome Amigo C

Henrique Carballal (PV-BA), vereador de Salvador – 2012 – R$ 100 mil – Codinome Buzu

Waldir Pires (PT-BA) – 2012 – R$ 80 mil – Codinome Soneca

Tiago Correia (PSD-BA), vereador de Salvador – 2012 – R$ 60 mil – Codinome Álvaro

Geraldo Junior (SD-BA) – 2012 – R$ 90 mil – Codinome (inaudível)

Marcelo Nilo (PSL- BA) – 2012 – R$ 300 mil – Codinome Rio.

Por Alexandre Galvão


Deixe um comentário